Catálogo de Disciplinas

AIDS - ASPECTOS CLÍNICOS E LABORATORIAIS

Ementa

Epidemiologia Fisiopatogenia Diagnóstico laboratorial Manifestações clínicas (decorrentes da infecção viral e infecções oportunistas) Terapia e Profilaxia das Infecções oportunistas Tratamento específico HIV Monitoramento laboratorial do tratamento antiretroviral Vacinas

ANTIMICROBIANOS

Ementa

Epidemiologia e tratamento das infecções por Streptococcus e Enterococcus Epidemiologia e tratamento das infecções por Staphylococcus (MRSA, MSSA, VISA e SCONg) Dificuldades no tratamento dos Bacilos gram-negativos não fermentadores (Acinetobacter e Pseudomonas) Epidemiologia e tratamento dos Bacilos gram-negativos fermentadores (Enterobacter e Klebsiella) Racionalização do uso de antimicrobianos no ambiente hospitalar Uso de antimicrobianos em gestantes e idosos Uso de antimicrobianos em pacientes neutropênicos febris Prevenção do desenvolvimento e disseminação de bactérias multiresistentes

ANÁLISE ESTATÍSTICA

Ementa

Introdução ao raciocínio estatístico aplicado às ciências biomédicas. É uma matéria prática invés de teórica. Ela apresentará habilidades e técnicas fundamentais para uso prático e entendimento dos estudos científicos. Nós desenvolveremos as técnicas e conceitos de análise de dados baseadas em exemplos da literatura de biologia, infectologia, virologia, epidemiologia, cardiologia e outras disciplinas parecidas. Examinaremos essa literatura médica para entender os tipos de análise que servem ou não para o profissional médico/biomédico.Este curso terá quatro (trilhas) pilares principais:

1. Os conceitos principais de estatística

2. A organização, limpeza e análise prática dos dados

3. As ferramentas de programação e informática que apoiarão o manuseio e análise dos dados

4. Desenvolvimento de um projeto particular (ou pode ser em duplas) de pesquisa quantitativa.

EMPREGO DA CITOMETRIA DE FLUXO EM ESTUDOS CLÍNICOS

Ementa

Bases da Citometria de fluxo (teórica e prática) Fenotipagem de linfócitos circulantes (teoria e prática) Detecção de produção de citocinas intraceculares (teórica e prática) Fenotipagem em doenças hematologicas (teórica) Sorting (teórica e prática) Apoptose (teórica e prática) Fagocitose (teórica e prática)

EPIDEMIOLOGIA HOSPITALAR

Ementa

Epidemiologia hospitalar: histórico e linhas de pesquisa • Aula Vigilância Epidemiologia : histórico, análise crítica dos métodos e discussão da metodologia NNIS • Seminário Simpósio Estadual de Infecção Hospitalar: - Vigilância epidemiológica das infecções hospitalares no Estado de São Paulo - Reuso de artigos médicos-hospitalares - Patógenos-problema e as infecções hospitalares (Gram-positivos e Gram-negativos) Métodos epidemiológicos aplicados ao controle de infecção hospitalar • Aula Serviço de Nutrição e Dietética • Aula Infecção pulmonar • Seminário Infecção no trato urinário • Seminário Infecção de corrente sanguínea • Seminário Infecção de corrente sanguínea • Seminário Desinfecção e esterilização • Aula Controle de Bactérias multirresistentes • Seminário Isolamento •Precauções • Seminário Controle de Surto I • Aula Controle de Surto II • Seminário Risco ocupacional I: sangue e secreções • Seminário Risco ocupacional II: tuberculose e demais doenças de transmissão aérea • Seminário Uso racional de antimicrobianos no ambiente hospitalar • Seminário Doenças de notificação compulsória • Aula Controle de qualidade

INTERAÇÃO PATÓGENO HOSPEDEIRO

Ementa

A cada ano o tema será em função dos avanços publicados na literatura no ano anterior, tanto no aspecto conceitual quanto metodológico. Metodologia de Ensino Utilizada: Apresentação ppt Público alvo: alunos de pós-graduação da instituição UNIFESP e outros programas de pós-graduação Avaliação: Seminários, discussões em grupo e relatório no final de curso

LEVEDURAS PATOGENICAS PARA O HOMEM

Ementa

Biologia de Leveduras Introdução ao Gênero Candida Infecção hospitalar por Candida Infecção por Candida em pacientes com AIDS Métodos de Tipagem Molecular por Leveduras Avaliação de susceptibilidade de leveduras a antifúngicos Mecanismo de Resistência a Antifúngicos em Candida spp C. neoformans: conhecendo o inimigo Criptococose: aspecto clínico e tratamento Infecção sistêmica por gêneros emergentes de leveduras

MICROBIOLOGIA APLICADA - MODULO I (MICROBIOLOGIA)

Ementa

Integração entre microbiologia e a prática clínica Coleta, transporte, armazenamento de amostras para diagnóstico microbiológico Abordagem de todos os sítios Biossegurança I e II Processamento inicial das amostras para diagnóstico microbiológico Pesquisa direta, colorações, seleção de meios de cultura Conceitos de sensibilidade, especificidade, valor preditivo Introdução a biologia de bactérias Fisiologia morfologia, taxonomia Identificação de bactérias gram-positivas Identificação de bactérias-gram negativas Identificação de bactérias-gram positivas Identificação de bactérias não fermentadoras Identificação de anaeróbios - Identificação de micobactérias Técnicas de esterilização Controle Qualidade Laboratório Microbiologia Métodos não dependentes de cultivo Diagnóstico de infecções bacterianas Teste de sensibilidade aos antimicrobianos: como realizar? Antibiograma: como abordar e reportar? Aula prática I Aula prática II Aula prática III Aula prática IV Avaliação Teórica e Pratica (Prova)

MICROBIOLOGIA APLICADA - MODULO II (MICOLOGIA)

Ementa

Integração entre micologia e a prática clínica Coleta, transporte, armazenamento de amostras para diagnóstico micologico Abordagem de todos os sítios Biossegurança I e II Processamento inicial das amostras para diagnóstico micologico Pesquisa direta, colorações, seleção de meios de cultura Conceitos de sensibilidade, especificidade, valor preditivo Introdução a biologia de fungos Biologia de leveduras e bolores Critérios diagnosticos das principais infecções fungicas invasivas Idenitificação de levduras: micromorfologia, porvas classicas e sistemas comerciais Identificação molecular de fungos patogenicos Identificação de fungos filamentosos, dematofitos, hialinos e demáceos Testes de susceptibilidade e antifungicos Controle Qualidade Laboratório Micologia

Aula prática I • Aula prática II • Aula prática III • Aula prática IV • Avaliação Teórica e Pratica (Prova)

MICROBIOLOGIA APLICADA - MODULO III (VIROLOGIA)

Ementa

Integração entre virologia e a prática clínica Coleta, transporte, armazenamento de amostras para diagnóstico virologico Abordagem de todos os sítios Biossegurança I e II Processamento inicial das amostras para diagnóstico virologia Pesquisa direta, colorações, seleção de meios de cultura Conceitos de sensibilidade, especificidade, valor preditivo Introdução a biologia molecular aplicada a Doenças Infecciosas - Sistemas de hibridação Sistema de amplificação - qualitativos e quantitativos Sistemas de clonagem - sequenciamento genetico Biologia, nomeclatura, clico viral de replicação, tecnicas não moleculares em virologia clinica, aula prática no laboratório de Imunologia e Retrovirologia Diagnostico: monitoramento infecções por CMV, detecção, identificação de infecção por HPV, diagnostico infecção por influenza Diagnostico: monitoramento infecção pelo HIV Diagnostico: monitoramento de hepatites Avaliação ( biologia molecular e virologia)

MODELOS DINÂMICOS NA EPIDEMIOLOGIA DAS DOENÇAS TRANSMISSIVEIS

Ementa

Modelos Dinâmicos em Epidemiologia Modelos Dinâmicos em Epidemiologia II Aplicação nas Doenças de Transmissão Direta Aplicação em Infecção por DST e HIV/AIDS Aplicação nas Doenças Transmitidas por Vetores Aplicação nas Infecções por Macroparasitas Modelos de Genética e Evolução: Aplicada em DIPA Aplicação em Saúde Pública I Aplicação em Saúde Pública II Fuzzy Logic na Epidemiologia de Doenças Infecciosas

SEPSE: INTEGRANDO A PESQUISA BÁSICA E A INVESTIGAÇÃO CLÍNICA

Ementa

No curso de “Sepse” desse ano fizemos uma profunda modificação do programa. Nossa idéia é refletir os esforços de todos nos últimos anos integrando a pesquisa básica e a investigação clínica. Devemos, ao mesmo tempo, expor aos alunos o estado atual de conhecimento e os avanços feitos pelas próprias investigações, para, em um curso de formação de pessoal, estimulá-los na pesquisa. Por outro lado, a participação passiva dos estudantes não é desejada. Assim, pensei em formatar o programa desse ano com aulas seguidas de discussão de artigos. As atividades serão coordenadas por um grupo (2 ou 3, ou mais se quiserem) de palestrantes/motivadores. O palestrante fará apresentação do tema, em torno de 40 minutos, e todos promoverão a discussão de artigos a seguir. Por favor, sintam-se à vontade para trazer outros debatedores.

VIROSES EM PACIENTES IMUNOCOMPROMETIDOS

Ementa

Resposta Imune contra Vírus e mecanismos de evasão Infecções virais em idosos Infecções virais em crianças com comprometimento imunológico Infecções virais em pacientes com neoplasias Infecções virais em pacientes transplantados renais, hepáticos e de coração pulmão Infecções virais em pacientes transplantados de medula e outros transplantes não Abordados. Infecções virais em pacientes com HIV/SIDA Diagnóstico Laboratorial das infecções viris em pacientes imunocomprometidos

Artigos Relacionados - Informes

04 Abr 2017 15:59

O ingresso no Programa de Pós-Graduação em Infectologia é de fluxo contínuo [ ... ]

Informes
03 Abr 2017 19:53

1. Processo Seletivo

Mestrado /Doutorado: O Processo seletivo é feito uma vez por ano e divulgado [ ... ]

Informes
12 Abr 2017 01:55

Cursos
Mestrado
Doutorado
Pós-Doutorado

Ingresso
Mestrado
Doutorado
Pós-Doutorado

Disciplinas

Dissertação [ ... ]

Informes

© 2013 - 2018 Universidade Federal de São Paulo - Unifesp

Hospital São Paulo  •  Rua Napoleão de Barros, 715/737 - 7° andar - Vila Clementino • CEP 04024-002  São Paulo - SP 

telefone: 11 5576-4848 - voip 2557  - infectologia.pg.dipa@unifesp.br
+55 11 5576 4848 Ramal 2557   •  infectologia.pg.dipa@unifesp.br